Artista croata vence 20.º PortoCartoon

1.º Premio: Nikola Listes (Croácia)

O artista croata Nikola Listes conquistou o Grande Prémio do 20º PortoCartoon-World Festival, organizado pelo Museu Nacional da Imprensa e subordinado ao tema LIMPAR O PLANETA. A obra vencedora intitula-se “Clean Fishermens”.

2.º Prémio: Agim Sulaj (Itália)

O Segundo Prémio foi atribuído a Agim Sulaj, de Itália, com a obra “Plastica” e o Terceiro Prémio (ex-aequo) a Cau Gomez, do Brasil com a obra “Varrendo a intolerância” e a Mahboobeh Pakdel, do Irão. O jornalista brasileiro e a artista iraniana já foram vencedores do Grande Prémio em edição anteriores.

3.º Prémio ex-aequo: CauGomez (Brasil)

3.º Premio ex-aequo: MahboobehPakdel (Irão)

Esta 20.ª edição do PortoCartoon registou a maior participação de sempre em termos de desenhos.

A edição deste ano contemplou dois Prémios Especiais de Caricatura centrados em duas grandes figuras de relevo mundial: Amália Rodrigues (1920-199) e Woody Allen (1935-). Os vencedores foram, respetivamente, António Santos – Santiagu e Pedro Silva, ambos artistas portugueses. Santiagu já tinha arrecadado o 1.º lugar no Prémio Especial de Caricatura dedicado a António Guterres, no PortoCartoon 2017, repetindo o feito este ano com a sua interpretação da fadista Amália Rodrigues.

1.º lugar PEC Amália: SANTIAGU (Portugal)

Trata-se da primeira vez que dois artistas portugueses conquistam o 1º lugar nos Prémios Especiais de Caricatura do PortoCartoon, iniciados em 2013. Nesta mesma categoria, o 3º lugar foi atribuído ao trabalho dos portugueses Aurélio Mesquita, no Prémio Amália, e Pedro Ribeiro Ferreira no Prémio Woody.

1.º lugar PEC Woody Allen: Pedro Silva  (Portugal)

O veterano do humor brasileiro Paulo Caruso levou o 2.º lugar no Prémio Especial de Caricatura sobre Woody Allen. O espanhol Matias Montedoro conquistou o 2.º lugar no PEC Amália.

2.º lugar PEC Woody Allen: Paulo Caruso (Brasil)

2.º lugar PEC Woody Allen: Matias Montedoro (Espanha)

O júri internacional atribuiu, ainda, mais de 20 Menções Honrosas a artistas de países muito diferentes.

Em apreciação estiveram cerca de 2500 obras, de 550 artistas, oriundos de cerca de 80 países distintos.

Irão, Turquia, Brasil e Roménia foram os países com maior participação, seguidos de Portugal, na 5.ª posição.

Neste 20.º aniversário o PortoCartoon volta a reforçar o seu lugar no pódio dos certames internacionais de desenho de humor e mostra a pertinência da classificação do Porto com o ‘Capital do Cartoon’, atribuída em 2008.

O Júri internacional do 20º PortoCartoon teve como Presidente Honorário Georges Wolinski – cartunista do Charlie Hebdo assassinado em 2015, em Paris, e que durante uma década tinha sido presidente do Júri. Integraram o Júri 2018: Bernard Bouton (presidente da FECO), Francisco Ferreira (Presidente da Associação Zero), Luiz Humberto Marcos (diretor do Museu Nacional da Imprensa), Roberto Merino (encenador), Xaquín Marín (fundador do Museo de Humor de Fene, Espanha) e António Campos (representante da Fundação Amália Rodrigues).

Os vencedores do 20º PortoCartoon receberão os troféus (desenhados por Siza Vieira) e os Prémios durante a cerimónia de abertura da exposição, que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa e noutros locais do Grande Porto, em junho, como é habitual.

3.º lugar PEC Amália: Aurélio Mesquita (Portugal)

3.º lugar PEC Woody Allen : Pedro Ribeiro Ferreira (Portugal)